Sunday, September 17, 2006

CONCURSEIRO: UM À TOA NÃO ASSUMIDO

Coloque Dr. à toa na sua lista de favoritos

Desempregado e desocupado eram as duas palavras mais usadas por pessoas à toas para encobrir a sua atoagem. Eram. Estou impressionado com o tanto de pessoas que não fazem nada e que descobriram uma outra saída: "ESTOU ESTUDANDO PARA CONCURSO". A maioria dessas pessoas passam um, dois...cinco anos e não passam em simplesmente nenhum concurso. Dormem quase metade do dia e nunca acordam cedo. Quem não conhece alguém assim que atire a primeira pedra. Eu mesmo já usei essa desculpa até perceber que meu futuro é ser mesmo um à toa assumido.

Numa cidadezinha do interior de Goiás, uma cachorra foi presa sob acusação de assassinar um gato. Baranga (nome da cadela) foi colocada em uma cela e ainda recebeu visita de seu melhor amigo, um outro cão. Será que não tem ladrão para esse delegado prender??? Esse é um delegado bem à toa também, viu? Clique AQUI

Amanhã encerra-se a ENQUETE sobre Preta Gil. Quem não votou, aproveite agora.

4 Comments:

At 10:08 PM, Blogger Chico said...

uahuahauahauauauhaauuauahau

Muito bom...

 
At 4:15 PM, Blogger Antenada said...

Eu era uma dessas pessoas que viviam estudando para concurso:
felizmente consegui passar em muitos: já fui funcionária pública municipal, estadual e finalmente federal. Me aposentei cedo e agora estou à toa ( no bom sentido rs )
e não tenho como dar esta desculpa mais...
virei blogueira hehe.

 
At 4:27 PM, Blogger Raysla Camelo said...

Aqui em Brasília é o que mais existe! A gente nasce, cresce, estuda para passar em uma concurso e acumula dinheiros, quando não, acumula dívidas.
Sobre a notícia, acreditei durante 20 segundos que essa história seria conto de blog, mas o caso é sério né?
tsc tsc tsc...
Um abraço pra ti.

 
At 7:25 AM, Anonymous Anonymous said...

Amigo, concordo com você apenas no tocante de que "há pessoas assim", de resto, você está desinformado, assim como eu também estava antes de entrar neste mundo dos concursos.
Realmente muitas pessoas passam, às vezes, anos para poder entrar em um bom cargo público, mas o fruto compensa, e não é no primeiro, nem no segundo que se conseguirá o objetivo, isto leva tempo.

Jorge Luiz

 

Post a Comment

<< Home