Monday, October 16, 2006

ESTÓRIAS DE UM DR. À TOA... E MENTIROSO (CAPÍTULO 4)

Coloque Dr. à toa na sua lista de favoritos

Semana passada mudou para o meu prédio um casal no qual a mulher é simplesmente perfeita. Colei os olhos nela na hora e fiquei pensando uma forma de traçá-la. Quando subi com eles no elevador, escutei o marido falando que precisava pintar o apartamento nesse feriado, mas como ia trabalhar e não havia encontrado um pintor, iria adiar a pintura.

Apesar que odeio trabalhar, me propus a pintar pra ele pensando apenas em sua esposa. Ele, a princípio, agradeceu minha boa vontade, mas depois que falei que pintar era meu hobby, ele aceitou.

No outro dia, acordei cedo e logo que ele saiu, toquei a campainha no apartamento dela. Como sou muito bom de "lábia", bastaram alguns minutos para conseguir ir pra cama. Eu só não contava que o cara iria esquecer a carteira e voltar para pegar.

Quando escutamos a porta abrir, ela correu pro banheiro e eu comecei a pintar. Ele arregalou o olho quando me viu no quarto e foi logo pedindo explicações:
- Por que começou pelo quarto?
- Sou o pintor e começo onde eu quiser.
- Mas pelado?
- Não quer que suje minha roupa, não é?
- E de pinto duro? (aumentando o tom da voz)
- E onde você quer que eu pindure o balde?

0 Comments:

Post a Comment

<< Home