Tuesday, November 07, 2006

ESTÓRIAS DE UM DR. À TOA... E MENTIROSO (CAPÍTULO 6)

Coloque Dr. à toa na sua lista de favoritos

Cheguei na faculdade com uma maletinha de "business man", parecendo que era um grande executivo. Presente de um tio meu que é diretor de uma grande empresa multinacional. Coitado, pensava que iria ralar igual a ele. Usei essa pasta pra guardar meu único caderno que comprei desde o início do curso e, claro, pra guardar camisinhas. Precisava estar sempre prevenido.

Caminhava lentamente até a cantina, já que pra sala de aula não ia nunca mesmo. Eu estava acompanhado da Claudinha e do Bozó, meus grandes amigos de cachaça, de farra e de atoagem. Claudinha era aquela menina que se demorasse mais dois minutos pra nascer, nascia homem. Suas brincadeiras sempre foram parecidas com as do universo masculino.

Subindo a rampa totalmente distraído, passa um moleque correndo e derruba minha maleta. Todos meus pertences foram ao solo, principalmente as camisinhas. Claudinha foi me ajudar até que começou a rir sem parar. Sem entender nada, fui procurar saber o que se tratava. Ela, quase não conseguindo falar, disparou:

- Suas camisinhas estão vencidas. hahahahaha

Eu, bastante sem graça, confessei:

- Mas também, elas só valem por três anos...

5 Comments:

At 8:37 PM, Anonymous Moskito said...

Primeirão!
agora consegui...


hahahahaha

excelente a estória.. fatos de cotidiano sempre são os melhores.

Ah, essa claudinha..

 
At 8:39 PM, Blogger Dr. à toa said...

Moskito, vai ser difícil ser primeiro no seu, antes de vc postar a Fefa já comentou...hehehe

 
At 9:38 PM, Blogger Picolino said...

hahahha, essa foi foda.

 
At 7:59 AM, Blogger Su said...

Nossa ta ruim de atividade.rs

opa temos muitas coisas em comum é...

Bjs

 
At 12:35 PM, Anonymous j. noronha said...

Tá feia a coisa hein? hahahaha...
Coloquei seu link lá no blog, quando tiver um buttom, me manda que faço a mão.

 

Post a Comment

<< Home